quinta-feira, 9 de abril de 2015

O que está acontecendo agora!






Licenciatura em Dança

A Universidade Federal da Paraíba, no campus de João Pessoa, tem entre os seus cursos mais recentes o de Licenciatura em Dança, iniciado no segundo semestre de 2013. Esse foi um passo importante no mundo da dança de salão, pois, apesar do notório saber dos professores de dança de salão do nosso Estado, eram poucos os que buscavam realizar estudos teóricos sobre o assunto. Para a UFPB, a importância da criação deste curso reside no fato de:
"Além de formar e capacitar adequadamente os professores de dança, a inclusão da dança na universidade vem ampliar a possibilidade de produção de conhecimento acadêmico sobre suas práticas e funções, uma área que carece de estudos, sistematizações, e investimento na construção de novas formas de ensino-aprendizagem, de conceituação e desenvolvimento teórico e crítico que potencializem, legitimem e critiquem essas práticas, impulsionando a tomada de consciência sobre as implicações físicas e psicológicas do ensino da dança. Na Região Nordeste as universidades do Ceará, Pernambuco, Sergipe, Alagoas e Rio Grande do Norte já atenderam a essa demanda nacional e local, criando nos últimos cinco anos suas graduações de dança." http://www.ufpb.br/content/ufpb-abre-curso-para-forma%C3%A7%C3%A3o-de-professores-de-dan%C3%A7a
Nós, que fazemos esse blog, estamos bastante felizes por termos um número significativo de professores de dança de salão fazendo parte do corpo discente desse curso, que se destina a formar professores de dança, das diferentes modalidades. Desejamos todo sucesso a essa gente que busca sempre se aperfeiçoar para responder às demandas da nossa bela cidade.

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Novos ares

A dança de salão em João Pessoa parece respirar novos ares. Observa-se, com alegria, que os bailes estão se tornando uma prática frequente, ocorrendo em todos os fins de semana, organizados por diferentes escolas. Paralelamente, o intercâmbio com os praticantes e profissionais de outros estados tem favorecido a evolução da dança de salão em diversos aspectos.
Aos renomados e veteranos professores, como Roberto Mendonça, Leonardo Ayres, Eugra Souto, Flávio, Eduardo, entre outros, somam-se novos nomes, com o mesmo talento e disposição.
Resta agora o fortalecimento político, para conquistar o espaço que a dança de salão  merece enquanto arte cuja prática favorece a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Em Recife...


Nivelamento

     Com a proliferação de Congressos e workshops, uma coisa me causa preocupação. A definição dos níveis de aprendizado para participação nesses eventos. Tenho observado que cada escola determina e classifica seus alunos em iniciantes, intermediários e avançados. Tenho observado diferenças gritantes entre academias de uma mesma cidade e entre cidades diferentes. Outro dia escutei uma professora falando a uma turma com pouco mais de quatro meses de aula, e sem domínio ainda da execução dos passos básicos da dança, que aquela era uma turma intermediária. 
       Isso é preocupante se pensarmos na frustração de uma pessoa dessas, quando ao se matricular num workshop como nível intermediário, não conseguir acompanhar a aula. Que tal se os donos, diretores, coordenadores dessas escolas de dança de salão começarem a se articular para estabelecer critérios para definição dos níveis da dança?

CONGRESSO


O MUNDO DA DANÇA

Oláaaaaaaa!
O MUNDO DA DANÇA é o mais novo espaço de dança de João Pessoa!
Situado em Manaíra, o mundo da dança espera por você, que quer aprender a dançar!

terça-feira, 3 de abril de 2012

Dança de salão para idosos

Uma de nossas leitoras, Dayana Leal, nos consultou sobre dança de salão específica para pessoas idosas. Que eu saiba, não há turma específica para essa faixa etária, nas academias que conheço. As pessoas que já passaram dos sessenta anos matriculam-se normalmente nas turmas iniciantes, junto com alunos de diversas faixas etárias. Isso é positivo, porque favorece trocas intergeracionais.
Mesmo assim, pela solicitação de nossa leitora, gostaria de pedir que caso alguma escola ofereça turmas específicas para a terceira idade, que nos comunique para que possamos divulgar.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Conselho Estadual de Cultura

21/10/2011

"Durante o encontro que debateu a implantação do Plano Nacional de Cultura, realizado na última quarta-feira, em Campina Grande, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), anunciou para a próxima semana as eleições que definirão os representantes da sociedade civil no Conselho Estadual de Cultura.
De acordo com o Decreto nº 32.408, assinado pelo governador Ricardo Coutinho em 14 de setembro passado, o Conselho terá o acréscimo de seis vagas. Além dos 12 conselheiros indicados pelo governador, também terão assento outros seis representantes de entidades ligadas aos setores artístico-culturais e seis candidatos eleitos pelos fóruns de cultura regionais.
O secretário estadual da Cultura, Chico César, disse que a reformulação do Conselho seguiu as diretrizes do Sistema Nacional de Cultura, ao implantar o caráter paritário. "Pela primeira vez, o Conselho terá representantes da sociedade civil eleitos em todas as regiões da Paraíba, democraticamente. Os agentes culturais terão vez e voz para sugerir os caminhos das políticas de cultura no Estado”, destacou.
As assembléias eleitorais serão realizadas em seis regiões paraibanas, sob a responsabilidade dos fóruns já constituídos e previamente cadastrados na Secult. Para se candidatar ao cargo de conselheiro, o interessado deverá preencher um formulário de inscrição confirmando a sua ligação com o campo da cultura. A validação da candidatura será confirmada pela comissão eleitoral após a análise dos documentos que comprovem a sua atuação na área artístico-cultural.
De acordo com a Secult, os formulários de inscrição para os candidatos à função de conselheiro de Cultura estarão disponíveis no portal do Governo da Paraíba, no início da próxima semana, depois da publicação do edital no Diário Oficial. Poderão participar do processo eleitoral, na condição de eleitores, as pessoas que comprovarem, por meio de documentos, sua atuação no setor artístico-cultural há pelo menos seis meses."
(MENSAGEM ENCAMINHADA AO MEU E-MAIL POR METILDE ALVES)